I Ching: o que é, origem e fundamentos

Os chineses preservaram a sua rica sabedoria por meio dos costumes e livros milenares, como o I Ching. Por meio dos livros, milhares de pessoas puderam transformar as suas vidas. Além de explicar o que significa I Ching, nós vamos te apresentar as origens e os fundamentos da obra.

O que é I Ching?

O I Ching, também conhecido como Yi Jing, é um oráculo chinês em formato de livro. Esse livro possui diversos ensinamentos ancestrais com o objetivo de ajudar na evolução das pessoas. Ele também é conhecido como o livro das transmutações ou mutações.

As pessoas costumam consultar o I Ching como um guia para os mais diversos assuntos. Ou seja, se você precisa de uma orientação em sua vida, talvez o livro das mutações consiga te ajudar.

Os leitores deste manual milenar buscam por um conhecimento que os tornem mais sábios e conscientes. As pessoas não só procuram por uma transformação, mas também por equilíbrio em suas vidas. Muitos dos conhecimentos do livro são obtidos por meio dos elementos da natureza.

Um pouco de história

O I Ching é valorizado pelos chineses como um conhecimento valioso e antigo. Tanto que as pessoas passaram a considerar esse manual como um oráculo capaz de prever o futuro. Embora nem todos conhecessem a sua história, o manual começou a ganhar fama ao passo que o tempo avançava.

Com a ajuda de sábios e mestres, foram acrescentados ao livro muitos escritos ao longo do tempo. Em suma, esses escritos tinham o objetivo de explicar as ações das pessoas. Desse modo, a clareza obtida por meio desse conhecimento poderia ajudar os leitores a serem pessoas melhores.

No I Ching está escrito que, assim como a natureza, as pessoas e o mundo estão em constante mudança. Ainda que os seres vivos pareçam distantes uns dos outros, tudo está conectado. O significado do nome deste manual significa “livro das mutações/ transformações”.

A origem do I Ching

Segundo estudiosos, o I Ching surgiu entre 1.150 a 249 a.C., pouco antes da Dinastia Chou. Fu Hsi, imperador chinês, foi o primeiro a colaborar com a criação desse livro. Contudo, na mitologia chinesa é dito que o manual surgiu perto de 2.200 a.C..

A princípio, o livro tinha apenas signos linguísticos chamados pelas pessoas de Kua. Com esses sinais, segundo pesquisas e mitologia chinesa, as pessoas encontravam as soluções que procuravam durante a leitura do oráculo. Em 1.150 a.C., o rei Wên e o seu filho Chou adicionaram textos que facilitaram o entendimento dos símbolos.

Interpretações

Nós escrevemos acima que signos linguísticos, conhecidos como Kua, foram adicionados ao I Ching. Além dos Kua, o livro também recebeu julgamentos, linhas e asas, adquirindo no ano de 6 a.C. o formato que nós conhecemos hoje. O significado para esses símbolos são:

Julgamentos

Os julgamentos são textos complementares que acompanham os Kua. Eles ajudam a aumentar as possibilidades de interpretação dos Kua.

Linhas

Em seguida, nós temos as linhas compostas por figuras divididas em fileiras inteiras e quebradas. As linhas inteiras e quebradas quando agrupadas formam oito trigramas, figuras que representam elementos naturais. Por exemplo, água, fogo, terra, madeira ou trovão.

Asas

Por fim, as asas são reflexões a respeito de assuntos variados. Para muitas pessoas foi o filósofo chinês Confúcio o criador das asas.

Como usar o I Ching?

A seguir nós mostraremos para você como usar o I Ching. Se tiver o auxílio de alguém mais experiente no assunto para te guiar, a experiência será ainda melhor. Porém, qualquer pessoa é capaz de buscar conhecimento com o manual seguindo esses passos:

Leia também:  Buda Shakyamuni: doutrina, mantras e frases

Ambiente

A princípio, a consulta ao manual deve ser feita com pensamentos positivos e em bastante concentração. Em outras palavras, você deve estar em um ambiente calmo e que te traga paz. Se quiser, você pode colocar uma música suave, incensos e velas.

Hexagrama

A consulta ao livro é feita com o auxílio de seis moedas, cada uma representando um número. Quem lança as moedas deve fazer perguntas práticas e buscar respostas nas linhas formadas. O hexagrama criado pelas moedas pode mudar e cada linha tem uma ligação com o Yin e Yang, onde o mau e o bom se complementam.

Perguntas diretas

Os números obtidos com as moedas são a chave para cada pessoa descobrir como solucionar uma dúvida. Para tanto você deve ser preciso com a sua questão a fim de aumentar a chance de acerto na resposta. Seja simples, direto e claro com as suas palavras diante do oráculo.

Mitologia da criação

Há quase 7.000 anos havia um mito de que todas as criaturas saíram do útero da Mãe Cósmica. A Mãe Cósmica é cultuada em diversas partes do mundo, sendo conhecida como Kali, Temut, Tiamat e outros nomes. Em suma, as tradições de muitos povos se referem a um coração materno com o poder de criar.

As antigas civilizações acreditavam que o útero do universo era capaz de criar vida com o sangue divino. Por meio de uma dança que movimentasse esse sangue surgiam os frutos da maternidade. Conforme estudiosos, essa é uma das razões das mulheres primitivas usarem movimentos abdominais e pélvicos nas danças.

O coração materno

O coração materno que nós citamos acima junto ao sangue cria uma ligação com todas as criaturas que dele surgiram. Dessa forma, nós chegamos a crença de um coração no universo que mantém a existência pulsando. Tal significado está no livro I Ching e nas lições que ele ensina aos leitores.

Algumas pessoas talvez tenham dificuldades para entender esse mito da criação de início. Entretanto, a história que nós descrevemos acima resume parte da sabedoria contida no oráculo chinês. Afinal, os seres vivos estão conectados ao universo e dele podem receber sustento, seja físico ou espiritual.

Na China, o nome da Mãe Cósmica é Nu Kua e a sua imagem ainda é venerada em muitas regiões. O corpo primário deste manual é chamado de Kua, tanto os 8 trigramas, quanto os 64 hexagramas.

Considerações finais sobre I Ching

Por fim, o I Ching é um guia de crescimento pessoal utilizado pelas pessoas ao longo de gerações. Para consultá-lo a pessoa deve abandonar os seus preconceitos em relação a experiência que terá. Dessa forma, o leitor receberá os ensinamentos que precisa e as respostas que tanto busca.

O oráculo nos ajuda a esclarecer dúvidas a respeito das nossas questões pessoais. Não se trata de você apenas de obter respostas diretas, mas, sim, lições capazes de ampliar a nossa perspectiva da vida. Assim você e outros leitores desse oráculo saberão o que saber para alcançar os seus objetivos.

Além do I Ching você também pode obter respostas na vida com o nosso curso online de Reiki. O curso te ajuda a melhorar a sua saúde, bem como ampliar o seu autoconhecimento e destravar o seu potencial. Então, garanta já a oportunidade de transformar a sua vida com o nosso curso online de Reiki.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *