Maturidade espiritual: como ter mesmo sem religião

Maturidade espiritual

A maturidade espiritual é uma questão de autoconhecimento e elevação do ser individual que transcende imposições sociais, ideológicas e religiosas. No entanto, apesar da importância dessa concepção, há muitas opiniões equivocadas sobre ela.

É comum confundir a espiritualidade com a religião e os dogmas que uma pessoa ou comunidade segue. Porém, a religião é apenas uma das vertentes pela qual a espiritualidade pode se manifestar e pela qual o indivíduo alcança a maturidade.

Pensando em ajudar, neste artigo explicamos o real significado da maturidade espiritual, sua importância e como trabalhá-la na sua vida. Continue a leitura para conferir!

Significado de maturidade espiritual

A maturidade espiritual se refere a um estado no qual o ser se desprende dos prazeres e satisfações carnais. Isso porque a espiritualidade não é uma matéria sólida. Quem resolve segui-la compreende a importância do subjetivo e impalpável.

Dessa forma, por tratar de fé e crença na essência das coisas e pessoas que a maturidade espiritual se relaciona à religião. E de fato, em suma, toda religião que prega o amor, honestidade, generosidade e benevolência ajuda a desenvolver o espírito.

No entanto, é preciso entender que o espírito vai muito além da concepção da religião que os homens criaram e sistematizaram. A espiritualidade é inerente ao ser humano e pode encontrar diversos outros caminhos para se manifestar.

Entendendo a religião e a espiritualidade

É essencial deixar claro que uma pessoa sem religião pode sim alcançar a maturidade espiritual e seu contato com o sagrado. Por outro lado, ligar-se a uma doutrina religiosa não garante o amadurecimento da espiritualidade.

Acontece que, para se desenvolver espiritualmente é necessário buscar o conhecimento e estar disposto a abrir mão de hábitos incoerentes. Ou seja, o processo da maturidade espiritual exige sacrifício, disciplina e esforço, além da vontade de se autoconhecer e valorizar seu “eu” interior.

Porém, vale destacar novamente que as doutrinas e dogmas da religião, quando há um bom exercício e uma boa compreensão, contribuem para a maturidade espiritual. Entretanto, seguir uma religião não é um pré-requisito para conquistar tal feito.

A importância da maturidade espiritual

Depois de entender que a maturidade espiritual pode se dissociar da religião, fica nítido que sua importância é bem mais individual. E não porque a espiritualidade é um conceito individualista e egoísta, mas porque ela não pode depender de terceiros.

Dessa forma, ao passo que o universo espiritual prospera para o bem comum de todos, essa missão também é pessoal. Ou seja, cabe a cada pessoa ir em busca do autoconhecimento e da mudança de postura para conectar-se ao sagrado.

Logo, isso pode ser feito seguindo uma religião que representa suas crenças e gere identidade com seu interior. Contudo, isso também pode ser feito adotando um estilo de vida focado na sua singularidade e na sabedoria ancestral, por exemplo.

Estilos de vida focados na espiritualidade

Para compreender como exercer a maturidade espiritual sem religião, lembramos das pessoas que pregam a religião do amor. Essa convicção consiste em um estilo de vida que prioriza amar e ser amado em cada aspecto da vida.

Considerando que muitas religiões pregam o amor, como mencionamos no início deste artigo, muitas crenças possuem esse elo. Isso significa, portanto, que independente de ter uma religião, todos que perseguem o amor têm o mesmo propósito espiritual.

Essa é apenas uma perspectiva para se aprofundar um pouco mais no conceito da maturidade espiritual. O tema é, na verdade, muito mais amplo e complexo e exige outras práticas e hábitos diários para seu crescimento.

Leia também:  Seiza: história e razões do jeito de sentar japonês

Maturidade espiritual: o segredo

O segredo para se conectar com o seu sagrado e evoluir seu espírito está dentro de cada indivíduo. Todas as suas ações, pensamentos, condutas e estilo de vida influenciam na forma como sua consciência reflete sua vida espiritual.

Contudo, existem práticas simples e rápidas fundamentais para conquistar a evolução e desenvolver sua conexão com a espiritualidade. A seguir listamos algumas das principais para ajudar no seu processo. Veja:

Leitura dos livros sagrados

Toda religião possui suas escrituras sagradas e livros que ajudam a assimilar sua doutrina e sua história. Realizar essas leituras é indispensável para quem está começando agora no mundo espiritual e deseja adquirir bagagem sobre o assunto.

Esse tipo de leitura vale muito também para quem não segue nenhuma religião. Nesse caso, é interessante ler livros sagrados de diferentes crenças para aproveitar a sabedoria que diferentes doutrinas podem ensinar.

Orações e mantras diários

Outro ensinamento comum das religiões e crenças são as orações, preces, mantras e rituais. Nesses momentos o indivíduo está se unindo direto com a espiritualidade e tende a ter insights significativos para sua fé.

Para quem não segue uma religião, afirmações positivas, gratidão e contemplação do universo e natureza são alguns dos rituais aconselhados. Além disso, outras orações as quais você se sinta confortável em realizar podem ser feitas todos os dias.

Meditação e yoga

Para exercer o autoconhecimento e a conexão com seu interior, meditação e yoga são as técnicas recomendadas. Além disso, essas atividades podem ser guiadas, em grupo, feitas em com auxílio psicoterapêutico ou apenas sozinho.

E o melhor é que essas práticas independem de religião, por isso podem ser praticadas por qualquer pessoa. O exercício em grupo é um momento ótimo para receber e compartilhar ensinamentos com as pessoas mais diversas, por exemplo.

Ações honestas e solidárias

Duas características intrínsecas à maturidade espiritual são a honestidade e a solidariedade. Afinal, quem mente, engana, trapaceia ou se nega ao outro, está sendo desonesto consigo mesmo.

A evolução do espírito exige o desprendimento do instinto ganancioso e egoísta. Servir ao outro, portanto, é uma das concepções quase unânimes para todas as crenças e doutrinas, sendo importantíssima mesmo sem religião.

Reiki

No Reiki utiliza-se a energia universal que um operador canaliza e direciona para o receptor. Em sua substância é uma disciplina muito simples e ao mesmo tempo muito eficaz.

O método de cura natural utilizado no Reiki auxilia no crescimento espiritual , cuidado físico, mental e psíquico de cada indivíduo. Sua prática foi criada em 1922 pelo budista japonês Mikao Usui e adaptada e desenvolvida por vários professores de diferentes tradições.

Tomar o caminho do Reiki significa iniciar um caminho para conquistar e praticar a maturidade espiritual. No entanto, vale lembrar que sua prática não tem nada a ver com religiões, seitas e filosofias. Trata-se de uma técnica terapêutica que qualquer pessoa pode praticar.

Considerações finais sobre maturidade espiritual

Como vimos, com boas práticas é possível alcançar a maturidade espiritual mesmo sem religião. Nesse sentido, o nosso curso de reiki completo e 100% online é um ótimo aliado. Ao tornar-se um reikista, você inicia um caminho de conscientização e crescimento espiritual.

Afinal, Reiki é amor e seu trabalho estabelece um processo de autocura que se expande a todos os níveis: físico, mental e espiritual. Então, não perca esta oportunidade e aprofunde seus conhecimentos sobre maturidade espiritual através do nosso curso.

O Curso de Formação em Reiki é 100% online, ao final você receberá um certificado de conclusão onde poderá atuar no mercado de trabalho e transformar vidas. Além disso, uma vez que você faz a sua matrícula, o curso fica disponível na plataforma, de modo que você pode consultá-lo e assistir as aulas quantas vezes você quiser.

Leia também:  Taroterapia: o que é, quais princípios, qual curso fazer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *